quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Documentário, Brasileiras que amam Paquistaneses


Documentário produzido por: Bárbara Souza, Caroline Oliveira, Mariana Guerra, Monisse Buchala, Nicoly Marinho, Rebecca De Carli e Tatiane Ribeiro. 
Edição: Luiz Felipe "Salgadinho", Luiz "Jiraya" e Rodrigo "Pudim".
Trilha sonora: Fábio Correia.
Orientação: Profª Eliane Basso.
Universidade Anhembi Morumbi - Jornalismo 4º semestre/2014

13 COMENTÁRIOS:

Anônimo disse...

Eu quero um PAKI now ! heheheheheheheh

paquistanesa ocidental disse...

Pra que?? rs

Márcia Regina Martins Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
paquistanesa ocidental disse...

Gente! Eu não sei. Mas pra que vocês querem paquistaneses? Parem com isso! Eu postei o documentário porque sei que tenho muita seguidora em relacionamento com um. Mas eu não apoio. Eu mesma deveria até mudar de blog, meu noivo é Árabe e não paquistanês. Hahahahaha.

Star Kaur disse...

Adorei a matéria, muito bem feita, mas o que aconteceu com o blog "Diário de uma Esposa quase Paquistanesa"? Desculpe perguntar aqui mas como ela faz parte da entrevista...achei estranho, o blog fechou definitivamente?

paquistanesa ocidental disse...

Ué, fiquei sabendo por você agora Star. Não sabia que ela fechou o blog

Nikki disse...

gostei do documentário.
mas ainda não consigo entender o tal do encantamento.
entendo o exotismos e tudo mais, mas sério... paquistaneses? why?

Anônimo disse...

Gente, paquistaneses são sensíveis, falam palavras doces, gostam de proteger de mais. Eles choram de verdade quando briga com uma mulher amada, ele gostam de expressar seus sentimentos todo o tempo, e gostam também de serem respeitados, porém se uma mulher não respeita sua vontade na hora ele não brigam, apenas finge que nada aconteceu e fica esperando você mudar de ideia acabar fazendo o vontade deles. Eu conheço um bem assim...hahahaha
Não sei como, eu acabo fazendo ou falando, que ele pede ou sem ele precisar brigar...hahahah.. muito doce. e sempre diz que uma esposa é o respeito dele e que ele deve zelar pelo seu respeito.

Caroline Ghori disse...

Oi gente. Sou casada com um paki e comecei meu segundo blog agora. nesse blog relato meu cotidiano enquanto casada com um paki. NÃOO é nada como vcs pensam e nem tudo são flores. estou aprendendo que independente de religião ou naturalidade eles são homens, como qualquer outro. são diferentes. nem melhores e nem piores. vocês verão!!! ;)

Ana disse...

Olá! Quando via as estorias de mulheres apaixonadas por paquistaneses e outros estrangeiros, ficava pensando: como alguém pode gostar de alguém só conhecendo pela Internet? Pois é, o feitiço virou-se contra o feiticeiro e eu tenho que confessar que sou apaixonada por paquistanes. Acho errado isso, pois sou casada . Mas eles têm uma lábia que não é facil resistir. Fazer o quê, né? Sei que não vou para o Paquistão e nem ele (que é casado e tem um filhinho lindo) virá um dia ao Brasil. Este é só um desabafo, e não digo isso chorando, nem nada assim. Mas com uma sensação de um vazio no coração. Abraços!

Fabrízia Rubião disse...

Hahaha estamos todas no mesmo barco. Tbm amo um. In Sha ALLAH ele vem ano que vem.

Anônimo disse...

Eu estou amando um paquistanês....Eu o conheci pela internet..Sei que vão me julgar e me chamar de louca, mas o que vi nele, não encontrei em homem algum aqui. O único problema, que para me casar com ele, eu tenho que me tornar muçulmana e isto me deixa aflita.....

Anônimo disse...

Amigas eu também amo um Pak, o problema é o ciúmes que ele tem de Me. Quando fica com raiva , me bloqueia de tudo que é meios de comunicação comigo, e passa dias sem falar comigo.... depois vem como se nada tivesse acontecido... Amigas são todos assim é?

Postar um comentário

que tal?

 

Show Me The Stars Template by Carly Lloyd Designs